• Terceira Idade

  • Uma dieta equilibrada é fundamental para melhorar a longevidade, manter a boa saúde e a qualidade de vida. Entre as alterações fisiológicas que influenciam diretamente o bom estado nutricional encontram-se: diminuição da sensação do paladar, declínio do fluxo salivar, dificuldade de mastigação, redução enzimática da secreção gástrica e pancreática, alterações hormonais, interação droga-nutriente devido ao uso de vários medicamentos e redução da massa muscular. A síntese protéica muscular é 30% mais baixa em idosos e a perda gradual de tecido muscular associada ao envelhecimento conduz a redução da força muscular que declina aproximadamente 8-10% por década. A desnutrição protéico-energética é uma ocorrência comum em pacientes geriátricos e a suplementação preventiva de cálcio, vitamina D, zinco, folato, ômega 3, fibras e vitamina B12 retarda o declínio funcional do organismo garantindo um bom estado nutricional e saúde musculoesquelética.
    Vitamina D e Cálcio
    Considerada um hormônio esteróide, a vitamina D fornece benefícios relacionados a saúde óssea e muscular, desempenho físico, imunidade, proteção contra o diabetes, doença cardiovascular, alguns tipos de câncer e demência. Uma vez que a vitamina D aumenta a absorção de cálcio no intestino delgado, a suplementação de ambas, resulta em melhora da força muscular e redução do risco de fraturas diante quedas.
    Folato e B12
    A deficiência de folato e vitamina B12 favorece o aumento da homocisteína sérica (do sangue), conferindo um aumento do risco de doença vascular e dano neurológico. A absorção e utilização de ambos os nutrientes está geralmente prejudicada em idosos devido ao comprometimento das funções gástricas e pancreáticas.
    Zinco e ômega 3
    Importante para o funcionamento do sistema imune e das funções cognitivas, esses nutrientes exercem um papel importante contra o stress oxidativo associado ao envelhecimento. A suplementação com zinco e ômega 3 estão associada com redução da incidência de infecções e menor declínio cognitivo.
    Fibras
    A constipação afeta 40% da população idosa. Pesquisas apontam que a suplementação de fibras com efeito prebiótico, principalmente fruto-oligossacarídeso (FOS) e inulina, promovem o crescimento de bactérias saudáveis no intestino que além de favorecer a função intestinal contribuem para a modulação de processos inflamatórios e funcionamento do sistema imune.
    • Seminário obesidade infantil

    • O deputado Alexandre Roso em parceria com a Comissão...
    • saiba+
    • Alimentos para a detox
    • Eliminar as toxinas do organismo e começar...

    • saiba+
  • DEPOIMENTOS
  • Estou com a Lara desde 2009 e sempre digo, não largo ela nunca mais.....
  • Carla Celicina - Engenheira Civil
  • ver completo+
  • Conheci a Lara através da minha médica enquanto fazia o pré-natal. ...
  • Sandra Eni - Psicóloga
  • ver completo+
  • Eu e meu marido conhecemos o trabalho da Lara há mais de 8 anos. Meu...
  • Elaine L. Scherrer - Fisioterapeuta
  • ver completo+
  • Com 06 meses de reeducação alimentar, acompanhamento nutricional e a...
  • Leandro e Ana Cláudia - Administrador e Secretária Executiva
  • ver completo+